Início » Tecnologia

Android: mudar a ROM de fábrica

[Atualizado a 27/abril/2013]

aqui referi um processo simples de conseguir “acesso root” a um aparelho Android. Uma das vantagens desse acesso é a possibilidade de mudar a ROM do aparelho — de o personalizar sem limite, de alterar o software que corre nele, quer seja para aumentar a sua performance, quer seja para ter acesso a versões do Android (ainda ou jamais) não disponíveis para ele (como foi o meu caso: tudo indica que a Asus não atualizará o do tablet TF101 para a versão 4.2 do Android).

Paranoid

 

Como mudar, então, a ROM?

  • Comecemos por uma nota. Uso aqui o termo ROM, porque é o vulgarmente usado; em rigor, digo eu, mal usado: a memória ROM (como indica a designação inglesa, Read Only Memory) apenas pode ser lida, não modificada. Em rigor, o termo mais próximo do apropriado seria firmware.
  • Antes de poder instalar uma ROM personalizada, terá que ter privilégios de Root. Depois, tem que instalar uma versão de ClockWorkMod Recovery. Não vou descrever estes processos, porque eles variam de aparelho para aparelho; pesquise na Web, que facilmente encontrará um para o seu (alguns, “automatizados” e realizando as duas operações antes referidas. Por exemplo, este, para alguns Transformer da Asus). Trata-se, em ambos os casos, de operações simples e breves.
    nb: há dois “recoveries” muito populares, ambos bons: o famoso ClockworkMod Recovery e o Team Win Recovery Project (TWRP); este último é de código aberto e completamente touch screen. Se quiser saber mais sobre recoveries, leia este texto (em espanhol).
  • Dados esses dois (indispensáveis) passos, pode instalar (ou, como alguns preferem dizer, flashar) a ROM. Tenha em conta que
  • Vamos a isso, então (consciencialize que o faz por sua conta e risco 😉 :
    • Descarregue a ROM adequada ao seu aparelho, em formato zip;
    • Coloque o ficheiro na raiz do SD (repito: na raiz, e não em subpastas);
      [nota: sobre esta operação, ver o primeiro comentário, abaixo, na secção de comentários.]
    • Reinicie o aparelho em modo Recovery (normalmente, consegue-se premindo simultaneamente e durante alguns segundos os botões de Volume menos e de ligar/Power; quando aparecerem opções no ecrã, premir a tecla de Volume mais);
    • Faça uma cópia de segurança (há outros processos, mas o ClockWorkMod Recovery tem essa opção em Backup and restore » Backup);
      nb: recomenda-se a chamada cópia/backup Nandroid — uma cópia de segurança de tudo o que há no dispositivo, para depois o recuperar.
    • Execute a opção Wipe data/factory reset, para apagar todos os dados do aparelho;
    • Escolha a opção Install zip from sd-card e, depois, Choose zip from sd-card. Escolha o ficheiro (acima referido) onde está a ROM;
    • Espere, até que o processo termine, e reinicie;
    • Não se preocupe se demorar algum tempo a aparecer o ecrã inicial do Android: é normal tardar uns 10 minutos (só a primeira vez, claro).

… e relate-nos a sua experiência, na caixa de comentários.

*****

Tags:

11 Comentários »

  • A. Gomes diz:

    Agradeço ao meu amigo Rolando Almeida a observação de que o ficheiro com a Rom não tem que ser copiado para a memória interna; ele próprio, diz, costuma colocá-lo no sd externo e instalar a partir dai, sem problemas.

    É verdade. E mais: nalguns casos, poderá ser mais fácil colocá-lo no sd externo, bastando retirar este cartão e copiando o ficheiro, do computador, diretamente por uma saída USB.

    No entanto, optei por sugerir a memória interna, sem referir outra possibilidade, porque tenho conhecimento (também por experiência própria) de que há versões da ClockWorkMod Recovery que não reconhecem o cartão externo.

  • Gilmar Coimbra diz:

    A. Gomes, desculpe-me minha ignorância, mas é possível fazermos isso com o Kindle Fire HD, que também utiliza Android?

    Moro no Brasil e comprei-o nos EUA ano passado.

    A maior dificuldade é instalar os apps frees ou pagos. Como não uso o aparelho lá, ele não permite tal coisa.

    Pode me dizer algo? – Desde já agradeço – parabéns pelo post!

  • Lucas M diz:

    estou pesquisando sobre mudar a rom e etc..
    tenho um Galaxy S I9000b

    gostaria de saber se perco todo conteudo do celular trocando a rom, e se consigo voltar a configuração original ?

    enfim ainda tenho mtas duvidas mas essa é uma que queria tirar primeira.. só to querendo fazer isso no meu cel pq não gosto dos icones dele.. acho feio e.e

    Obrigado.

  • George diz:

    Tenho um S3 SHV-E210K que comprei na Coreia, posso instalar nele a Rom do I9300 que o pessoal compra nos EUA?
    Depois de instalada a o Firmware (ROM), ele estará já com o android, ou tenho de instalá-lo?
    O que faço para instalar a lingua portuguesa Brasil nele?
    Me ajude, por favor, sou cego em smartfones.

  • Sempre a pau diz:

    “S3 SHV-E210K que comprei na Coreia”???????????????????

    Mas isso não é tráfico de armas de destruição massiva?

    E andam a chagar o Irão? E quem mete na ordem Pyong-Yang?

    Que alguém informe o Bernardino!

  • browodok diz:

    bom dia meus amigos olha tenho um tablet navcity Nt1710 to com problema ele entra no android mas nao iniciava agora mudei a rom e n fiz o backup entao oq acontece ele continua nao entrando com a outra ron nao consigo resetar tbm ja fiz de tudo gostaria de saber se pode ser problema de hadware ou software

  • leonardo diz:

    como mudar o android do lgl40 , tem como deixar ele com uma versao mais atualizada ??

Deixe um comentário!

Escreva o seu comentário a seguir, ou o trackback do seu próprio sítio da Web.

Respeite a netiqueta e o assunto em discussão. Ativámos a moderação de comentários para filtrar o spam; por isso, o seu comentário pode levar algum tempo a ser publicado.

Pode usar estas etiquetas:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este blogue utiliza Gravatars. Se ainda não tem um, crie-o em Gravatar.