Início » Está/esteve a dar, Música

Chico César

Enviado por |

Abriu, ontem, a Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012. O espetáculo da cerimónia de abertura contou com momentos musicais de Rão Kyao, Cristina Branco… e Chico César.

 

Parece-me que Chico César não tem, junto dos portugueses, a divulgação que merece. Deixo alguns exemplos da sua música, para motivar a pesquisa de outros.

Mama África é uma das suas canções emblemáticas:

Uma das características que aprecio em Chico César é a brincadeira que faz com as palavras

[um jogo de palavras presente no próprio nome da banda que fundou: Cuscuz Clã, satirizando a KU KLUX KLAN.  Ou na canção Mandela: parece ser uma “homenagem” ao dirigente sul-africano, mas na realidade fala duma baiana que… lhe foge; em consequência ele vai “reclamar pro bispo de tu” — uma referência ao bispo Desmond Tutu. O refrão é “mand’ela vir / mand’ela aqui / mand’ela cá / mand’ela mand’ela / mand’ela mand’ela“],

com momentos de verdadeiro encanto linguístico. Dou como exemplo Perto demais de Deus:

Tem gente perto demais de deus
Tem gente que não deixa deus sozinho
E diz deus ilumine seu caminho
E guarda deus na cristaleira
Cristo perto dos cristais
Cristo assim perto demais
Cristo já é um de nós
Carne e osso pão e vinho
Tem gente que não deixa deus em paz
Tem gente incapaz de viver sem deus
E o trata como um funcionário seu
Deus me livre, deus me guarde, deus me faça a feira
Cristo dentro da carteira
Dez por cento rei dos reis
Cristo um conto de réis
O garçom não a videira
Essa gente é o diabo e faz da vida de deus um inferno

Mais um exemplo: uma composição… simples — Deus me proteja de mim:

No concerto de Guimarães, Chico César interpretou Duas Margens:

Quando o tempo me cobrir os céus / Com a anágua suja da tua espera

E teus lábios forem duas margens / Um gritando calmaria, outro clamando tempestade

Eu voltarei, de corpo e barco voltarei / E por ti seguirei minha viagem

Navegarei entre teus braços e segredos / Eu serei teu búzio, tu serás o meu degredo

E, porque tenho de terminar, faço-o com Estranho:

 

Deixe um comentário!

Escreva o seu comentário a seguir, ou o trackback do seu próprio sítio da Web.

Respeite a netiqueta e o assunto em discussão. Ativámos a moderação de comentários para filtrar o spam; por isso, o seu comentário pode levar algum tempo a ser publicado.

Pode usar estas etiquetas:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este blogue utiliza Gravatars. Se ainda não tem um, crie-o em Gravatar.