Início » Fotografia

Prioridade à abertura

Quando faço fotografia, gosto de dar prioridade à abertura. Para quem não sabe o que isso é: o nome diz tudo… É um modo de exposição

[que se escolhe, seleccionando no botão de selecção da máquina a opção identificada com “Av” ou “A”]

que permite ao fotógrafo determinar a abertura do diafragma, encarregando-se a máquina de regular a velocidade de disparo em função das características específicas da luz

[já aqui esclareci este conceito, integrando-o com outros, no texto Desenhar com a luz controladamente].

Trata-se de regular o chamado número de F. Observe as fotos seguintes: a primeira foi captada com F/9 e a segunda, com F/1.4. Quanto menor for F, maior será a abertura, e vice-versa: portanto, a abertura no primeiro caso é menor do que no segundo.

Quanto maior for a abertura, menor será a profundidade de campo

(isto é, menor será a área de uma cena que ficará nítida).

Compare as duas fotos e verifique que a segunda, com uma grande abertura, tem o fundo todo desfocado, permanecendo nítida apenas a imagem de primeiro plano. Na primeira, captada com uma abertura menor, há mais zonas focadas (maior profundidade de campo).



Portanto, pode usar-se a abertura para definir o espaço que ficará nítido — e assim realçar determinados elementos da fotografia. Por exemplo, nos retratos, colocar o fundo fora de foco

[diminuir a profundidade de campo]

tem como consequência realçar os objectos/pessoas retratados

[foto seguinte: F/1.4]:

Nas paisagens, em princípio faremos o contrário: grande profundidade de campo mantém focados tanto o primeiro plano como o plano de fundo

[foto seguinte: F/11]:

Um Comentário »

Deixe um comentário!

Escreva o seu comentário a seguir, ou o trackback do seu próprio sítio da Web.

Respeite a netiqueta e o assunto em discussão. Ativámos a moderação de comentários para filtrar o spam; por isso, o seu comentário pode levar algum tempo a ser publicado.

Pode usar estas etiquetas:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este blogue utiliza Gravatars. Se ainda não tem um, crie-o em Gravatar.