Início » Tecnologia

Instalar o WordPress em localhost (servidor local)

Enviado por |

Instalar o WordPress em localhost ?! Se isto não lhe diz nada, não se preocupe! é para esclarecer isso que este texto foi pensado. Começarei por tentar explicar…

…o que se pretende.

O meu Baú é um blogue construído e mantido usando o WordPress.

O WordPress é uma plataforma através da qual se pode criar uma página Web ou um blogue, escrever e modificar artigos… Pode ser usada para publicar um sítio ou um blogue na Internet, de um modo muito fácil.

Como o leitor certamente já se apercebeu, O meu baú está situado na Internet, no endereço http://omeubau.net. Foi aí que o criei e é aí que escrevo e altero os textos que publico, é aí que os leitores o leem, porque é aí que o WordPress está instalado.

A ideia agora é esta: se eu instalasse o WordPress no meu computador (…o WordPress em localhost 😉 ), poderia criar nele (no computador) um blogue, cujos textos, páginas,… ficariam guardados no meu disco. Para quê?, perguntará o leitor. Por exemplo, para fazer experiências (ver como é que resultam determinadas alterações, antes de as tornar públicas na Internet…); ou então para criar um blogue só para mim (para, por exemplo, guardar nele apontamentos, fichas de leitura, citações… ou ideias luminosas).

É isso o que faremos: instalar o WordPress em localhost ;-), isto é, no computador.

A seguir, precisamos de saber…

…o que é preciso para instalar o WordPress em localhost.

  1. (não se preocupe, se de início não entender o “palavreado” que se segue. Quando passarmos à parte “prática”, tudo ficará mais claro).
  2. Antes de instalar o WordPress, precisamos…
  3. Esses três requisitos estão agrupados num pacote chamado xAMP: AMP refere-se às letras iniciais de, respetivamente, Apache, MySQL e PHPx indica qualquer sistema operativo e é substituído pela inicial do respetivo sistema operativo, quando é constituído o pacote: temos, assim, LAMP para Linux; WAMP, para Windows; MAMP para o sistema da Macintosh (OS X).
  4. Há outros “pacotes”, mas aqui utilizaremos o xAMP para Windows. Mais concretamente, utilizaremos o XAMPP (que pode funcionar com Perl, uma linguagem de programação: daí o segundo P). Vamos a isso?

XAMPP

Instalar XAMPP em Windows

  1. Descarregue o pacote XAMPP para Windows, do seu sítio na Web.
  2. Instale (com duplo clique no ficheiro descarregado).
    • Tome nota da pasta onde é feita a instalação.
    • No final, clicar em Finish, mantendo selecionada a opção “Do you want to start the Control Panel now”, para lançar o painel do controlo de XAMPP.xampp2
  3. No painel de controlo, pode fazer-se a configuração dos servidores, bem como iniciá-los e pará-los.
    • Se o painel não aparecer, na sequência da fase anterior, vá à pasta onde foi feita a instalação (e de que tomou nota, antes) e dê duplo clique no ícone xampp-control.exe.
    • No painel, cada servidor dispõe de um botão Start/Stop. Inicie (botão Startos servidores Apache e MySQL (se ainda não estiverem iniciados). Se o sistema de segurança do Windows perguntar se quer bloquear algum dos servidores, autorize o acesso.
  4. Verifique se tudo está em condições, deste modo: o servidor que acaba de ser instalado tem o endereço “localhost“; abra o navegador da Internet (browser) e escreva “http://localhost” (sem aspas). Deverá aparecer a página de XAMPP para Windows.

E temos tudo o que é (previamente) necessário para instalar o WordPress em localhost. É a fase que se segue.

Criação da base de dados

Antes de instalar o WordPress, deve criar-se uma base de dados, usada pelo WordPress para colocar os “dados” do blogue. Vamos criá-la através do painel de controlo do XAMPP:

  • Clique na ligação para phpMyAdmin (no canto superior direito): deverá abrir o painel de phpMyAdmin.
  • Clique em Base de dados. Na caixa inferior a Criar base de dados, escreva o Nome da base de dados local (por exemplo, wordpress).
  • Clique no botão Criar. Repare que a nova base de dados aparece agora listada na coluna da esquerda.
  • Saia de phpMyAdmin.

Instalar o WordPress em localhost

  1. Descarregue a última versão do WordPress (a tradução portuguesa está aqui). Descomprima o ficheiro.
  2. Vá à pasta htdocs do local onde instalou o XAMPP (por exemplo, c:\xampp\htdocs). Crie uma nova pasta para esta instalação (com, por exemplo, o nome wordpress). Para esta pasta nova (no nosso caso, será a c:\xampp\htdocs\wordpress) copie todos os ficheiros obtidos quando descomprimiu o ficheiro com a última versão do WordPress.
  3. No seu navegador da Internet (browser), escreva a localização da nova instalação (no nosso caso, seria http://localhost/wordpress/). Será redirecionado para uma página de configuração da nova instalação (no nosso exemplo, para http://localhost/wordpress/wp-admin/setup-config.php). Clique no botão Vamos a isto!
  4. Preencha os campos com a informação adequada:
    • Nome da base de dados: o nome com que a criou (no nosso caso, wordpress).
    • Nome de utilizador: utilizador — a não ser que tenha sido dado outro nome, por si ou automaticamente (por exemplo, root) quando criou a base de dados: se assim for, escreva-o.
    • Senha: deixe vazio (a não ser que tenha introduzido uma senha, quando criou a base de dados: se assim for, escreva-a).
    • Servidor da base de dados: localhost.
    • Prefixo das tabelas: wp_ (serão os 3 carateres iniciais de cada tabela que se criar na base de dados).
  5. Clique em Submeter.
    • Se obtiver algum “Erro ao estabelecer uma ligação com a base de dados”, verifique se escreveu corretamente todos os dados da base (o nome da base, o utilizador, a palavra-passe). Socorra-se do painel de phpMyAdmin ou dos foruns (deste, por exemplo).
    • Quando tudo estiver corretamente feito, o WordPress informará: Muito bem! Já passou esta parte da instalação. O WordPress já consegue comunicar com a sua base de dados. Se estiver pronto, está na altura de….

WordPress em localhost

Terminando…

  1. Clique em Instalar. E vamos à configuração do nosso blogue!
    • Título do site: o… título do blogue! 😉 (por exemplo, WordPress; ou Os meus apontamentos).
    • Escolha um nome de utilizador (por exemplo, admin) e uma senha… forte! Recorde estes dados: serão precisos sempre que iniciar sessão.
    • Escreva ainda o seu endereço de email e desative a opção da Visibilidade… (como o trabalho será feito num servidor local, isto não terá importância).
  2. Clique em Instalar WordPress
  3. É convidado a começar a usar. Aceitando o convite, clique em Iniciar sessão. Escreva o nome de utilizador e a senha que escolheu antes… e entre!
  4. No painel  do novo sítio/blogue, encontram-se diversas opções e funcionalidades, para explorar o potencial do WordPress. Não é objetivo deste texto essa personalização — pode ser que, um dia destes, lhe dedique um outro artigo. De qualquer modo, tem já um artigo e um comentário (iniciativa do WordPress! 😉 ), pelo que pode ver já o seu site: coloque o cursor do rato no nome do site (canto superior esquerdo) e escolha Ver o site. Não será um vencedor em concursos de sites, mas… é o ponto de partida.

Recorde isto:

  • Para fazer o que quer que seja, tem que, primeiro, “correr” Apache e MySQL. Pode fazê-lo no painel do XAMPP, como fez antes: clicando nos respetivos Start (para os parar, em Stop).
  • Acede-se ao painel de controlo do XAMPP como se faz com os outros programas (menu Início do Windows). Se já estiver iniciado, mediante o respetivo ícone (na barra de notificações/tarefas do Windows).
  • Supondo os exemplos que aqui utilizei, o endereço que mostra o novo blogue é este: http://localhost/wordpress/ (adapte o endereço ao seu caso).
  • Para iniciar sessão (e depois escrever textos, alterar configurações, etc.) no novo blogue, e ainda considerando os exemplos anteriores, o endereço é http://localhost/wordpress/wp-login.php (adapte ao seu caso).

***

||| N’O meu baú há alguns recursos para quem é novato nestas andanças:

||| Os textos (em espanhol) Cómo instalar un servidor local con XAMPP, ¿Cómo instalar un Servidor Local?, Instalación y uso de XAMPP en Windows e Instalar WordPress en un Servidor Local são exemplos das muitas ajudas que se podem encontrar na Internet para a instalação e utilização do XAMPP/servidor local e do WordPress.

||| Se, ao tentar iniciar o Apache, ocorrer um erro nestes termos: Port 80 in use by “Unable to open process” with PID 4, tente esta solução (no Windows): Início [com o botão direito do rato] / gestão de computadores ; na coluna da esquerda, clique em Serviços e aplicações / Serviços; na coluna central, procure Serviço de publicação WOrld Wide Web e clique nele com o botão direito do rato; no menu, escolha Propriedades; na janela seguinte, clique em Parar e no Tipo de arranque escolha Desativado; clique em Ok.

 

Tags:

Deixe um comentário!

Escreva o seu comentário a seguir, ou o trackback do seu próprio sítio da Web.

Respeite a netiqueta e o assunto em discussão. Ativámos a moderação de comentários para filtrar o spam; por isso, o seu comentário pode levar algum tempo a ser publicado.

Pode usar estas etiquetas:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este blogue utiliza Gravatars. Se ainda não tem um, crie-o em Gravatar.