Início » Tecnologia

Rootear o Samsung S3 — e algo mais…

Enviado por |

Neste texto, vou explicar como rootear o Samsung S3 i9300 (ou antes, como eu o rooteei; porque é possível fazê-lo por outros processos diferentes do que é a seguir descrito).

Rootear o Samsung S3

Porquê (que vantagens há em) rootear

…um telemóvel ou um tablete? O que é isso de rootear um equipamento?

No texto sobre como rootear um tablet (mais concretamente, o Asus Transformer TF101), procurei “definir” o que é rootear um telefone ou tablete: brevemente dito, é desbloquear o sistema operativo que vem de fábrica com o aparelho. Esta operação…

  • …é necessária nalguns casos: por exemplo, para instalar algumas aplicações (estas têm a indicação de requererem root); ou para instalar uma nova rom num equipamento (como regra, o sistema que vem de fábrica não o permite)

[pode verificar que, quando detalhei o processo para instalar uma nova ROM no L7 da LG, indiquei como pré-requisito o ter acesso root ao telemóvel] ;

  • …tem vantagens, uma das quais é proporcionar um maior domínio sobre o sistema.

Porquê rootear o Samsung S3? Este telemóvel deixou de ter atualizações oficiais do Android, há já umas versões. Instalar uma ROM personalizada (não oficial), mais atual, pode ser uma boa razão para decidir fazer o que a seguir se descreve.

Preparando as coisas

Para rootear o Samsung S3, guiei-me pelo tutorial Aprenda a fazer o root no Galaxy S3 com Android 4.3 Jelly Bean, a que acrescentei alguns comentários meus. Antes de mais…

  • …deixo o “aviso” habitual, nestas circunstâncias: limito-me a dizer o que fiz, e fiz com sucesso — se o meu leitor o fizer, será por sua inteira conta e risco;
  • …como se diz no tutorial antes referido, o procedimento não apaga nenhum dado do seu aparelho; porém é altamente recomendável fazer um backup de todas as informações (imagens, vídeos…) e da ROM atual, fora da memória do aparelho (num cartão SD, por exemplo) — para, no caso de algo correr mal, poder recuperar os seus dados;
  • …carregue a bateria do telemóvel.

Feito isso…

  • Descarregue e instale os drivers USB para o Samsung. Estes drivers são essenciais para a comunicação entre o S3 (ou outro aparelho Samsung) e o computador: para transferir dados (como fotos, vídeos, ficheiros de música, etc.). Eu descarreguei daqui a V1.5.51.0, mas, se encontrar uma versão mais recente…
  • Para o caso de o seu aparelho não ser reconhecido (a acontecer, será daqui a pouco; na devida altura, referirei esta possibilidade), descarregue e instale a versão mais recente do Kies (daqui). O Kies é um programa feito pela própria Samsung para sincronização de dados: eu usei-o para rootear o Samsung S3 e mantenho-o instalado, para sincronizar a agenda, os contactos,… e tudo o mais que é referido aqui.
  • Descarregue e descompacte o Odin. Odin é um programa (parece que criado e usado pela própria Samsung) para PC (Windows) que permite realizar muitos procedimentos; aqui, será utilizado para instalar (flashear) dois ficheiros: um dará acesso root e o outro é um recovery (já lá vamos… 😉 ). Descarreguei o Odin3_v3.04, daqui.
  • Descarregue e descompacte CF-Auto-Root (daqui): trata-se do tal ficheiro responsável por dar acesso root ao S3.
  • Descarregue Philz Touch (usei esta versão). Philz Touch é o novo recovery com que ficará o seu S3 (o Philz Touch é o algo mais, prometido no título do presente texto).
    Quando apresentei as etapas da instalação de um outro recovery (o ClockworkMod) no L7 da LG, afirmei que havia dois muito populares: para além desse, o Team Win Recovery Project (TWRP), que instalei no telemóvel Lenovo A806, como explico aqui. Para o S3, opto pelo Philz Touch por acreditar no que diz este texto.
  • No seu S3, vá a Definições e, depois, no separador Mais, toque em Acerca do dispositivo. Clique 7 vezes sobre Nº de compilação, para ativar o modo de programador. Volte ao menu principal das Definições/Mais e toque em Opções de programador; ative depuração de USB.

E agora… rootear o Samsung S3!

  1. Desligue o S3. Depois ligue-o em modo Download: para isso, com o aparelho desligado, pressione simultaneamente as teclas Home Diminuir Volume + Ligar. Quando aparecer o ecrã do modo download, pressione a tecla de Aumentar Volume, para continuar (a tecla Diminuir Volume cancelaria o processo).
    Samsung S3. Modo download

    [imagem copiada daqui]

  2. Execute o Odin, clique em PDA e selecione o ficheiro CF-Auto-Root-m0-m0xx-gti9300.tar. Ligue o S3 ao computador (através de cabo USB) e espere até ele ser reconhecido pelo Odin (verifique na janela do lado esquerdo, ao fundo]. Se não for reconhecido, execute o Kies, que descarregou e instalou antes, e repita o processo.
  3. Quando o S3 for reconhecido pelo Odin, sem alterar qualquer opção, clique em Start. O processo iniciará… Espere! No final, o S3 será reiniciado automaticamente… já com acesso root, mas ainda sem o novo recovery (o Philz Touch, que instalaremos de seguida).

philz_touch_odin Rootear o Samsung S3

Algo mais: o Philz Touch

Agora, com o Galaxy S3 rooteado, instalaremos o recovery Philz Touch, usando o mesmo procedimento com que obtivemos acesso root.

  1. Desligue o aparelho e volte a ligá-lo em modo Download (se for necessário avivar a memória, veja acima como fazê-lo).
  2. Execute o Odin e ligue o S3 ao PC (através de cabo USB).
  3. Clique em PDA e selecione o ficheiro philz_touch_5.03.7-i9300.tar.
  4. Não mude mais nada no Odin e clique em Start. Espere até o processo se completar.

Concluindo…

  1. Para verificar que o novo recovery está instalado no seu S3, desligue-o e volte a ligá-lo pressionando simultaneamente as teclas Home + Aumentar volume + Ligar… e verá o ecrã com as várias opções do recovery PhilZ Touch. E/ou instale a aplicação Root Checker, abra-a e toque em Verify Root.
  2. Para instalar o Team Win Recovery Project (TWRP), em vez do Philz Touch, basta descarregar o respetivo ficheiro e selecioná-lo com o Odin, em vez de philz_touch_5.03.7-i9300.tar. A versão TWRP 3.0.2.1 para o Galaxy S3 GT- I9300 está aqui.
  3. As imagens cuja fonte não foi referida foram copiadas do tutorial referido no início, que serviu de base a este texto.
  4. Se achar alguma imprecisão ou mesmo erro, falha ou confusão, por favor, diga-o na caixa dos comentários (bem… se gostou do texto, sobretudo se lhe foi útil, diga-o também).

Tags: ,

Deixe um comentário!

Escreva o seu comentário a seguir, ou o trackback do seu próprio sítio da Web.

Respeite a netiqueta e o assunto em discussão. Ativámos a moderação de comentários para filtrar o spam; por isso, o seu comentário pode levar algum tempo a ser publicado.

Pode usar estas etiquetas:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este blogue utiliza Gravatars. Se ainda não tem um, crie-o em Gravatar.