Início » Está/esteve a dar, Música

SCARLATTI, Alessandro

[24/outubro/2011. Editado a 24/outubro de 2013]

Alessandro Scarlatti

A 24 de outubro de 1725, faleceu o músico italiano Alessandro Scarlatti (nascido a 2 de maio de 1660). Sobre ele disse Victorino d’Almeida:

“estrela fulgente da ópera napo­litana, era um compositor de indiscutível gabarito, não só pela beleza de algumas árias que dele se conhecem como também pelas múltiplas obras que escreveu noutros estilos, revelando aí uma autêntica mestria: ao lado das cento e quinze óperas que terá produzido há ainda duzentas missas, seiscentas oratórias, um belo Stabat Mater…”.

[Toda a Música que eu conheço. 1º volume. Cruz Quebrada: Oficina do Livro, 2008, p. 116]

No verbete que é dedicado à família Scarlatti, o Oxford Companion to Music assinala que a música de Alessandro Scarlatti foi altamente valorizada pelos seus contemporâneos, embora pareça que em finais da sua vida alguns músicos jovens o consideravam como um “grandioso velho” algo antiquado. As suas óperas são notáveis pelo dom melódico, o variado desdobramento de estilos e expressões nas árias e pela utilização de uma orquestra com madeiras e metais além de cordas. Estabeleceu ainda a sinfonia em três andamentos tal como a abertura operística comum.

Foi um dos últimos grandes compositores de cantatas para uma voz só; na sua maioria, estas obras são para soprano e cordas sob o padrão formal estabelecido por ele de duas árias precedidas por um recitativo e são do mais refinado deste período. Desenhadas para o gosto dos conhecedores, as suas cantatas apresentavam, em geral,  uma complexidade de harmonia e melodia, bem como uma riqueza de orquestração maior do que a das suas óperas, e proporcionam o modelo para muitos compositores de inícios do século XVIII, incluindo Vivaldi e Handel.

Proponho ainda a audição da conhecida ária “Già il Sole dal Gange”, da ópera Pompeia, na voz do popular Pavarotti…

 

…e um “pedacinho” da cantata Su le sponde del Tebro, numa interpretação em que sobressaem a voz da soprano Kathleen Battle e o trompete de Wynton Marsalis, normalmente associado ao jazz:

Tags:

Um Comentário »

Deixe um comentário!

Escreva o seu comentário a seguir, ou o trackback do seu próprio sítio da Web.

Respeite a netiqueta e o assunto em discussão. Ativámos a moderação de comentários para filtrar o spam; por isso, o seu comentário pode levar algum tempo a ser publicado.

Pode usar estas etiquetas:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este blogue utiliza Gravatars. Se ainda não tem um, crie-o em Gravatar.