Início » Tecnologia, Testes

Tablets em análise – Atualização

Enviado por |

(3.500 aC.: a escrita cuneiforme dos sumérios, em… tablets)

[2013/novembro]

||| Teste a tablets baratos, aqui.

[2013/jun]

A revista 01Net de 11/junho/2013 faz uma seleção dos melhores tablets com preço inferior a 200 euros e ecrã de 7 e 8 polegadas [os preços que indico a seguir são os referidos na revista]:

  1. Acer Iconia Tab A1 [190€]: um excelente equipamento de 7,9 polegadas, por menos de 200€. Ecrã 4/3 (1024×768), perfeito para o surf ou a leitura. Android 4.2. Processador de 4 núcleos e 8GB de memória [a revista Personal Computer & Internet de julho/2013 atribui-lhe uma nota de 7.0/10, considerando-o campeão, à vontade, na comparação com produtos brancos de preço similar, mas não se aguentando na comparação com os restantes. “Um quad core digno, a que se poderia pedir um pouco mais de autonomia”].
  2. Archos 80 Xenon [170€]: 8 polegadas. O único, neste conjunto, com 3G. Ecrã 4/3, como o Acer. Processador de 4 núcleos. 4GB de armazenamento, expansíveis por MicroSD.
  3. MPMan MPQC784: tão esbelto como o iPad mini, é um equipamento incrível para o preço: processador de 4 núcleos, ecrã IPS4/3, saída HDMI, entrada USB… 4GB de memória (150€, o de 8GB) expansíveis por cartão MicroSD. A sair em Setembro.
  4. HP Slate 7 [150€]: enfim, o primeiro tablet HP Android! 7 polegadas. Processador de duplo núcleo. 8GB de memória. Um pouco espesso e pesado para este formato (368g), compensáveis com uma boa saída de som Beats Audio e impressão sem fio HP ePrint.
  5. Haier Pad 712 [140€]: especialista em produtos low-cost, a chinesa Haier surpreende com este pequeno modelo de 7 polegadas, bastante bem acabado e com um ecrã bastante correto, de tipo IPS. Não se trata de um monstro, em termos de potência, mas é largamente suficiente para a leitura de vídeos, o surf e as mensagens.
  6. Memup SlidePad 704DC [80€]: um tablet por cerca de 80 euros é possível, mas não se pode pedir a lua. Este modelo contenta-se com um ecrã básico e 4GB de memória (expansível). Mas tem atributos que podem seduzir uma criança. E por mais 20€, faz-se acompanhar por bons acessórios (bolsa, carregador para automóvel…). Disponível em julho.
A revista Stuff: Le guide Android [Hors Série nº 29 – Verão/2013] inclui um top 10 Tablettes. Modelos comparados (entre parêntesis, pontuação-atribuída/pontuação-máxima):
  1. Archos 101XS Gen 10 [3/5]: faz honra ao Android, mas o ecrã deixa um tanto a desejar;
  2. Acer Iconia Tab A700 [4/5]: um tablet muito bom, com um look esquisito (um aspeto exterior que deixa a desejar), mas com uma conceção interna muito evoluída;
  3. Samsung Galaxy Tab 2 10.1 [4/5]: um tablet decente e não muito caro, mas a resolução e a fraca potẽncia não jogam a seu favor;
  4. Toshiba AT300 [5/5]: se procura um produto potente, nestes tempos de crise (entendamo-nos: não muito caro), este Toshiba poderia bem ser o modelo de que precisa;
  5. Samsung Galaxy Note 10.1 [4/5]: alguns defeitos; mas, com a multitarefa e o stylus S Pen, este Note é uma verdadeira central de criatividade;
  6. Sony Xperia Tablet Z [4/5] um excelente tablet (resistente à água, muito bem acabado e bem equipado), que repõe a Sony na corrida, apesar de uma concorrência cada vez mais feroz;
  7. Samsung Galaxy Tab 2 7.0 [4/5]: a este Samsung não lhe faltam trunfos, mas o Google Nexus 7, de facto, faz um pouco mais… por bastante menos.
  8. Google Nexus 10 [5/5]: Google oferece-nos o mais belo ecrã do mundo a um preço muito suave. E o resto também vai no bom caminho!
  9. Asus Transformer Pad Infinity [5/5]: um ecrã HD de uma grande precisão, um processador de núcleo quádruplo (estranhamente, o da versão 3G é duplo), e uma bateria duradoura: é a classe;
  10. Google Nexus 7 [5/5]: um dos grandes sucessos do último Natal, o único verdadeiro concorrente do iPad mini da Apple e provavelmente o tablet Android mais fácil de segurar na mão — este Nexus seria já genial se custasse o dobro; ao preço por que é vendido, é pura e simplesmente imbatível.

[2013/fev]

O número 11 da revista Android Magazine [finais de 2012. Novembro?] faz o confronto do Nexus 7 com o Kindle Fire HD.

  • No desenho, ganha o Nexus [5/5 estrelas contra 3: desenho estilizado e fino; acabamento de gama alta; adequado para ambas as posições]. O Kindle tem aspeto algo fora de moda; sente-se-lhe o peso; tem botões em lugares estranhos.
  • No hardware/ecrã, há um empate [4 estrelas].
  • No domínio do software (que os “alimenta”), nova vitória do Nexus [5 estrelas, contra 2].
  • Na perspetiva do multimédia e do navegador, a vitória é do Kindle (4 estrelas, contra 3; com um navegador rápido e funcional e uma loja multimédia sem rival); o Nexus 7 tem o excelente navegador Chrome, mas menos conteúdo multimédia.
  • Mais uma vitória do Nexus no rendimento e na possibilidade de ser “hackeado” (com 4 estrelas, contra 2; o Nexus pode ser desbloqueado, rooteado e flashado com ROMs e kernels; é muito rápido, sólido e muito potente); o Kindle é rápido e com boa resposta, mas a multitarefa é limitada e não dá possibilidade de ser “hackeado”.
  • Considerando a relação qualidade/preço, os dois empatam (a 5 estrelas), com (des)vantagens de um lado e de outro.
  • Em síntese, trata-se de “dois dispositivos espetaculares, mas o Nexus é muito superior enquanto supertablet todo-terreno“. O vencedor, portanto.

[2012/nov]

A revista What Hi-Fi?: son & home cinema de novembro de 2012 analisa o Google Nexus 7 8GB e realça, como aspetos positivos, o “preço incrível” (menos de 200€), a leveza e a construção, a precisão do ecrã e o som. O veredito final: “gostamos do tamanho e do preço: o Nexus 7 é um tablet ultra-portátil e super-performante“.

. ver, abaixo, as análises de outras publicações a este tablet e a comparação com outros
. quer mais pormenores deste teste? diga quais, por favor, na caixa de comentários.

[Out/2012]

A revista espanhola Personal Computer & Internet de Outubro de 2012 comparou “os 11 melhores TABLETS android do mundo”:

  • O “melhor do mundo” é o Asus Transformer Prime (pontuação: 7.5) (“potente, elegante, com uma saída de ecrã muito alta e um teclado que amplia muito as suas possibilidades, e não apenas para trabalhar”);
  • Em segundo lugar, com classificação de 7.4, o Acer Iconia Tab A700;
  • Na terceira posição (7.2), o Fujitsu Stylistic M523;
  • Nas restantes posições, por ordem decrescente de pontuação, ficaram o Samsung Galaxy Note 10.1 (7.1); Asus Transf. PAD (7.1); Acer Iconia Tab A510 (7.1); Toshiba AT200 Series (6.6); Asus Nexus 7 (1816) (6.2); Sony Tablets (6.2); Samsung Galaxy Tab (6.1); Archos 10.1 XS (5.8) (“uma boa ideia… com má execução”, resultando uma qualidade demasiado “à justa”);
  • O modelo com melhor relação preço (249,00€)/qualidade é o Asus Nexus 7 (1816) (com “um interior muito trabalhado e muita versatilidade”, um tamanho ideal para segurar com apenas uma mão, um ecrã notável com definição muito alta e uma qualidade de cor surpreendente — em suma, um modelo que nega a ideia de que o barato sai caro). Não está mais bem classificado no teste devido ao tamanho do seu ecrã (7”, contra as 10,1” de quase todos os outros) e pela escassez de ligações.

[Set/2011]

O ano de 2011, que está a findar, poderá ser considerado o ano (da expansão) dos tablets. Portabilidade, fácil manuseio e leveza impulsionaram a venda daqueles dispositivos, com sacrifício dos netbooks e notebooks. Talvez sejam superados proximamente pelo ultrabooks.

[Dez/2011]

A Maximum PC de dezembro de 2011 publicou as análises de 8 tablets (algumas das quais já feitas entre Abril e Junho), com a seguinte classificação final (CF):

  1. Apple iPad 2 – CF: 8.
  2. Motorola Xoom – CF: 9
  3. Samsung Galaxy Tab 10.1 – CF: 9
  4. Asus EeePad Transformer – CF: 9
  5. Lenovo IdeaPad K1 – CF: 8
  6. Toshiba Thrive – CF: 8
  7. Acer Iconia Tab A500 – CF: 6
  8. RIM BlackBerry – CF: 6

Segundo a Micro Hebdo de 26 de Janeiro de 2012 (que destaca a boa qualidade geral), de 10 aparelhos testados o melhor é o Asus Eee Pad Transformer Prime 32 GB, com a classificação de 8,20/10. Seguem-se

  1. Samsung Galaxy Tab 10.1 (Wi-Fi) 32 GB (7,70. Bonito e potente)
  2. Samsung Galaxy Tab 8.9 3G 16 GB (7,70. Destaque para o conforto e a autonomia)
  3. Motorola Xoom (7,60. Bonito ecrã; escassez de programas)
  4. Asus EeePad Transformer TF101 32 GB (7,50. Quase perfeito. Um pouco menos potente para jogos que o irmão mais novo)
  5. Apple iPad 2 32 GB Wi-Fi+3G (7,50. Boa reatividade e autonomia; boa loja de aplicações)
  6. LG Optimus Pad  (7,10. Pontos fortes: pequeno formato, bom em termos de portabilidade, e capacidade 3D)
  7. Acer Iconia Tab A501 3G (7,00. Boas funções para multimédia)
  8. Sony Tablet S 16 GB  Wi-Fi (6,60. Tudo para a música e o vídeo)
  9. Archos 101 G9 (6.00. O preço mais baixo)

A Internet pratique de Abril de 2012 compara o Samsung Galaxy Tab 10.1 com o Apple iPad 2. Também aqui ganha o primeiro (com a pontuação de 9/10, contra 8/10 do segundo). Apesar das qualidades, “comprar um iPad2 já não é uma evidência”.

[Set/2012]

A Micro Hebdo de 6-12/setembro/2012 analisa a primeira tablet da Google: a Nexus 7. Atribui-lhe uma pontuação de 7,30/10, considerando que tem potência e autonomia suficientes para seduzir, com um preço aceitável.

 

Tags:

Deixe um comentário!

Escreva o seu comentário a seguir, ou o trackback do seu próprio sítio da Web.

Respeite a netiqueta e o assunto em discussão. Ativámos a moderação de comentários para filtrar o spam; por isso, o seu comentário pode levar algum tempo a ser publicado.

Pode usar estas etiquetas:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este blogue utiliza Gravatars. Se ainda não tem um, crie-o em Gravatar.